facebook.png

Conheça os curadores da segunda edição do FLI-BH

O Festival Literário Internacional (FLI-BH) chega a sua segunda edição e será realizado entre os dias 14 e 17 de setembro com o tema “Vozes de todos os cantos”, trazendo para o centro do debate grupos que movimentam a cena literária em diferentes espaços da cidade e do mundo. Neste ano, o evento conta com a curadoria de Francisco de Morais Mendes e Adriane Garcia que pensaram em uma programação diversa com a presença de escritores, ilustradores e profissionais que se dedicam a essa linguagem. Conheça um pouco mais sobre os nossos curadores:

Adriana-curadora

Adriane Garcia é poeta, nascida em Belo Horizonte/MG. Publicou os livros Fábulas para adulto perder o sono (Prêmio Paraná de Literatura 2013, ed. Biblioteca do Paraná), O nome do mundo (ed. Armazém da Cultura, 2014) e Só, com peixes (ed. Confraria do Vento, 2015). Colabora nos sites Escritoras Suicidas e Literaturabr, neste último como resenhista. Tem poemas em diversas revistas, antologias e poemas traduzidos para o espanhol e o inglês.

 

Francisco-curador

Francisco de Morais Mendes é escritor e jornalista formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Publicou os livros de contos Escreva, querida (Mazza, 1996), A razão selvagem (Ciência do Acidente, 2003) e Onde terminam os dias (7 Letras, 2011). Foi cronista e resenhista de livros dos jornais Correio Braziliense e O Tempo. Tem sete prêmios literários, dentre os quais o Cidade de Belo Horizonte e o Minas de Cultura, recebidos por seu primeiro livro, em 1993, e o Luiz Vilela, da Fundação de Cultura de Ituiutaba, em 1992. O livro A razão selvagem foi semifinalista do Prêmio Portugal Telecom, em 2003. O livro Onde terminam os dias foi finalista do Prêmio Jabuti, em 2012.